Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Começaram as minhas férias

O primeiro beijo depois de uma ausência longa é sempre bom. O abraço, o aconchego, os carinhos, a paz que nos inundou foi indescritível. Matámos saudades uma vez mais, num dia complicado, que me deixou a pensar depois de uma conversa que já se fazia esperar há muito. Apesar dos sentimentos estarem tremidos (eu penso demais, demais!) há olhares que não mentem.

Ontem foi encerrado um capítulo para mim, e o que agora começa, inicio-o com a certeza de que vou ser mais prudente. O término dos 6 meses assim o determina. Não consigo perceber se esta atitude é positiva ou não, mas sinto que é o que tem de ser feito.
Contudo continua-se a arriscar, vale a pena.

Provas de amor

Não é preciso muito para perceber que a vida é feita de altos e baixos. Aqueles momentos em que estás em pleno céu, e os outros em que cais de forma tão brusca, tão forte que formas um cratera imensa. Passamos da profundidade à maior das altitudes, nesta constante que é a vida. E aprendemos a amá-la assim mesmo. Aprendemos que devemos amar sempre a nós mesmo primeiro, que a única vida que temos é a que nos foi atribuída. Acabas por interiorizar que, no final de contas, os sentimentos não se transmitem, são tão nossos, que a tua vida é só tua, tal como o que sentes. Queres arriscar e voar, aprendendo a calcular os riscos e sabendo que te poderás magoar. Não te importas. A vontade de ser projectada novamente para cima fala mais alto... E dás por ti, no chão, mais uma vez, caramba que ciclo! Abres os olhos, enxugas as lágrimas e habituas-te à sensação de ir buscar forças. Sabes que as tens... Mais uma vez pões-te de pé, vitoriosa. Continuas caminho, és feliz  e de repente, como que de uma  revelação se tratasse apercebeste desta constante, de cair e levantar. Apercebeste que tens essa força, mas apercebeste mais ainda de como gostarias que da próxima vez que caísses, tivesses a sua ajuda para te levantares.

Porque no fundo é só isso que queremos... Provas de que vale a pena cair.

Acreditem

Sou bem melhor a escrever aquilo que sinto, o que quero explicar ao próximo, do que a conversar...

Isto porque acabei de escrever a carta mais completa dos últimos anos. Sou transparente, gosto que o sejam comigo.

Agora aguardo resposta... E já sabemos como sou com esperas...

Pág. 1/2