Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Há sempre algo que não tem explicação

Como explicar que não é loucura, não é desejo, nem sequer saudade… É um sentir que não é meu, é o tomar para mim sensações que não me pertencem. É saber que há uma conexão forte, sem sequer perceber como ela se deu. É confirmar que não sou eu que sinto falta mas que há quem sinta falta de mim, eu dar-me conta é um bonús. É não saber como me desligar!
É sentir-me confusa e, na verdade, com medo de que ainda não tenha passado e de que ainda vai custar. São os fantasmas, esses desgraçados, que meia volta me rodeiam só para me lembrar que hei-de sentir até ao fim dos meus dias. E é isso, é o que sinto que não sei como transmitir ou sequer partilhar para que me possam acalmar. Sentir-me louca, sabendo bem que não são loucuras de amor… É saber que é muito mais do que aquilo que aparenta ser…

Novas metas

Desde ontem andava aqui a matutar num assunto, se avançava se não avançava.. Que talvez acomodar-me seria o melhor e não ficar com ideias tolas... Que tenho é de ter calma antes de pôr-me com ideias outra vez.
Hoje li que Ninguém consegue alcançar os seus sonhos limitando-se à sua zona de conforto. Apesar de ser algo a que já esteja mais do que familiarizada, achei o momento perfeito, inspirou-me a abraçar essa vontade sem medos. Portanto a partir de hoje, é oficial, vou à procura!!!

Yuri da Cunha

Que bela comitiva para ir ao concerto e não poderia ter sido melhor. Muita dança, muito deixar a tia que fazia anos feliz, muita vontade de repetir... Sair do concerto e optar por conversar num mcdonald's até as 4h00 da manhã e perceber que, uma vez mais, foi bem melhor do que alguma vez imaginei. Que noite.

Acho que não preciso de mais confirmações

Hoje deu-me a entender que prestou atenção... Demonstrou-me que sabe aquilo que me agrada... Fez questão de me dar a entender "eu não me esqueci" e eu... apesar do sorriso e da saudade do que foi, peguei na lembrança, senti o carinho e conforto que outrora estas atitudes me transmitiam e deixei ir.. Assim, leve.

Hoje em dia já não há maus concertos!

Cansa-me um bocado nos dias que correm, qualquer música nova que uma banda apelidada por alguém de fenomenal seja levada tão ao colo! Não suporto quando novas músicas surgem e são imediatamente catalogadas de fenomenais, épicas e que tais só porque foram feitas por alguém que ganhou estatuto. É isso e os concertos. Os concertos podem ser uma bela borrada, com desafinações à mistura, mas dia seguinte claro que só iremos ouvir falar bem… Onde está o sentido crítico desta gente pá?!
Isto tudo porque o concerto de Imagine Dragons pareceu-me muuuita fraquinho, tal como o da Lorde no Rock in Rio, e só ouço maravilhas no dia seguinte!
Eu, por exemplo, reconheço que apesar de ter amado o concerto de Pearl Jam em 2010, nada se compara a concertos anteriores dos meninos, sei distinguir um pouco a minha histeria com a qualidade da coisa… Mas enfim, o problema deve ser meu, só pode!

Pág. 1/2