Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Caramba… Menos um!

Já acabou 2014… e que ano! A melhor prenda já a tive, foi sábado dia 20 e não estava minimamente à espera. Foi bom ter confirmado mais um ano de crescimento, ter ouvido palavras que me encorajaram para a vida. Foi bom confirmar o final daquele ciclo medonho. Foi bom ver aquele sorriso sincero ao verificar que amadureci como ainda não tinha feito antes.

2014 foi o ano mais rápido que já vivi até hoje. Parece que foi ontem que me decidi a mudar de vida durante um fim de ano repleto de lágrimas. Tantas quanto os litros necessários para lavar a alma! Foi ontem que estava a celebrar o meu dia de aniversário, sozinha pela primeira vez na vida. Que fazia os preparativos para um Carnaval diferente e em cima da hora. Foi ontem que organizei uma escapadela a Paris com a minha tola, que passei uma páscoa atípica, que aproveitei o primeiro dia de real calor com o mano, que me deixei levar pelas noites, que voltei à ilha da Madeira e deixei-me apaixonar um pouco mais ao mesmo tempo que deixava ir também. Foi ontem que estive no concerto em que nos divertimos a sério. Foi ontem que celebrava as semanas de férias, que chorei o susto que tivemos, que deixei a raiva tomar conta de mim, cuspir tudo o que me atormentou durante meses para finalmente colocar um ponto final… foi ontem que senti-me livre pela primeira vez em muito tempo, que reencontrei alguém que me proporcionou momentos leves em Aveiro e Vouzela, tudo de fugida, que voltei a viver momentos preciosos em família. Que ia morrendo do coração pela ansiedade que era ver a minha tia lindona outra vez. Foi ontem que, do dia para a noite, fui submetida a uma cirurgia, que tive a visita do meu pimpolho, que me alegrei por ter momentos nesta Lisboa tão bela, sozinha e tão bem acompanhada. Ontem foi o dia em que tive o choque por saber que iria ser tia, que me voltei a apaixonar por uma novela, que voltei a ganhar uns quilos. Foi ontem que comprei o bilhete para realizar o meu sonho, que fizemos as reservas para dias que tenho a certeza, vão ser de arromba, que cortei o meu cabelo “à rapaz”. Foi ontem que vi o meu mano celebrar os 20 anos. E foi mesmo ontem que, na missa da aldeia, pediram-me que fosse ler a homilia.
Sinto como se tudo isto tivesse sido ontem e ao mesmo tempo, noutra vida!! Contraditório, eu bem sei, mas real. Provavelmente por tudo já ser passado e eu aproveitar como nunca antes o Hoje. Foi ontem, acabou, que venham os novos desafios e sobretudo alegrias. Adeus 2014 e obrigada por teres sido tão especial.