Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Através das atitudes das forças policiais que se vê o estado retrógrado deste país

Vi as imagens do vídeo do Sr. da PSP a desancar no Benfiquista (talvez por ter ouvido um filha da puta e toda a gente sabe como são muito sensíveis estes senhores agentes) e toca a desancar em tudo o que mexe, descurando a criança ao lado. Por momentos pensei que, após o velhote levar dois socos na tromba, também ia sobrar para o puto… E pronto, como é de se esperar, está meio mundo indignado nas redes sociais, aí que os senhores agentes deveriam ter uma formação correcta e bla bla bla que aquilo não se faz…

Pois é, da próxima vez que ouvirem falar numa rusga a um bairro social (daqueles onde só vivem pretos que não interessam à restante sociedade) onde um bando de jovens virou-se para a polícia agredindo os agentes por tabela, antes de começarem com as belas opiniões de que “deviam todos morrer”, lembrem-se bem que, muito mais vezes do que seria desejável, são agentes como os do vídeo que atacam cidadãos (de segunda mas não deixam de ser cidadãos) por pura destilação de ódio. A diferença é que nesses locais a revolta já é tanta que, invariavelmente, resulta na criançada/juventude achar que deve fazer algo.
O vídeo é um abre olhos para que esta situação comece a ser abordada pelas entidades competentes, abordada desde baixo e em todas as suas vertentes. Não só para as forças policiais mas também militares/forças armadas. Esperemos que não caia em esquecimento uma vez mais.

 

 

PS: Não acho que deva haver o famoso linchamento nas redes sociais ao homem, sou totalmente contra esse tipo de atitude. Acredito sim que este senhor deva ser punido pela atitude que teve, da forma correcta e legal.

Expectativas diminutas, é esse o truque?

Passei a semana toda a pensar no que ai viria. O combinado era no fim de semana a família encontrar-se e almoçar juntos para seguir para o concerto. Tinha receio de que a avó fosse fazer o papel de menina mimada que tanto a caracteriza e fazer fita. A verdade? Não poderia ter sido melhor. Almoço a correr às mil maravilhas, muito sorriso, até o Benfica a golear para deixar o tio contente. Seguir para Lisboa e esperar, esperar muito pelo inicio do concerto. Muita palhaçada que tanto nos caracteriza, muitas filmagens para enviar para quem estava longe, embora sempre perto, muita dança.

Por acaso não imaginava poder presenciar um concerto de Kassav, foi fenomenal. São mesmo senhores da música, dos que hoje em dia não se vêem por aí. A Ary não ficou atrás, entretém e é isso que hoje se pede de um artista ao vivo. Chegada a casa e ainda deu para falar-se via facetime para a tia que choramingava não poder ter estado presente mas que tinha ouvido tudo como se estivesse presente.
Dia seguinte foi momento churrascada, como o bom tempo pede, e embora desfalcados não foi menos acolhedor.
É bom ter estes momentos e confirmar aquilo que realmente importa. Os laços familiares, fortalecidos. Assim, viver vale a pena!