Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Cá por casa

Eliana no seu quarto, L. no seu quarto e S. na sala...

 

Silêncio momentâneo.

 

L. - Oh S., vou mandar uma.

 

S. - Ahn!!!

 

L. - Vou mandar uma.

 

S. - Ah... tá bem. Manda prai.

 

Eliana (passado 50seg e após um pensamento muito estúpido do tipo "mas estás sozinha!!!") ri-se que nem uma parva.... e claro, elas também!

 

Bons momentos pah!

 

Constatações minhas

"O passado existe quando estamos infelizes. Quando a vida corre de feição nem vislumbres dele temos..."

É isto e eu ter jeito para a escrita. Parece que o aumento da minha infelicidade é proporcional ao aumento de qualidade daquilo que escrevo. E pelo que parece, por aquilo que por aqui tenho deixado, a vida até me têm corrido de feição {#emotions_dlg.happy}

 

É impressão minha...

... ou os anúncios do azeite galo desde há uns tempos para cá enchem-me todas as medidas?!

É caso para dizer que quem os faz são mentes brilhantes.

Adoro como em meia dúzia de segundos conseguem captar o que de bom há em ser, em ter Portugal no coração!

Adoro mesmo

"Everytime i think about it, It feels like a bullet" by you

Desculpa-me amor por não puder ajudar-te nesse bocadinho, já que não tenho conhecimento de causa nesse campo.

Desculpa-me por não saber como abordar certos temas, por nunca os ter vivido.

Desculpa-me por, naquele momento, apenas me importar com a tua real opinião, e se dizias que sim, não me lembrar de pensar no teu pedaço que poderia estar a dizer não.

Desculpa-me por não me aperceber até que ponto poderias querer ir para a frente, lutar contra tudo e quem sabe no fim, dares-te bem.

Perdoa-me esta minha mania de dizer-te prontamente o que acho, e qual o seguinte passo a dar.

Perdoa-me se fui precipitada ao dizer-te que não estavas pronta.

Perdoa-me por  fazer-te ver que para ti, era o ideal.

Perdoa-me se as minhas palavras foram também elas um motivo para realizares uma proeza que te mancha para a vida.

Desculpa-me se tudo isto faz de mim uma má amiga... Mas só agora, quase um ano depois apercebo-me disso!

Perdoa-me pelo atraso.

 

 

Acho que tive um pesadelo

Escrevo acho, porque apesar de não ser nada de assustador, lembro-me do desconforto físico que senti enquanto sonhava. Foi tão real!

Não me lembro bem do que aconteceu, sei que não foi bem por esta ordem, mas sei que foi um pouco de tudo. Desde uma festa muito confusa e suja(wtf) na escola, que estava à pinha porque tinha algo a ver com a queima do judas, a estar o pessoal a curtir mesmo muito, desde a fazerem-me uma hoste*, mesmo eu não estando trajada nem os superiores que ma fizeram, até andar perdida nessa tal festa à procura de alguém, durante muito tempo, sem saber quem em concreto, passando por comprar umas havaianas (que por acaso é a minha vontade pra este verão, que as outras, já eram), a estar na sala de aula a ouvir umas das minhas profs preferidas. Lembro-me da atenção dada aos meus colegas de turma e as várias pulseiras que por nós tinham sido distribuidas, de várias cores, estava indecidsa entre a amarela e laranja (devia ser pra entra na festa), Depois lembro-me de estar num sitio super calmo, acho que com o babe, mas que algo de errado se passava (acho que andávamos a fugir de um psicopata). De eu estar a fazer manobras com um carro, mas precisava de o estacionar por baixo dos andaimes das obras, no espaço mínimo que estes têm (como é que raio isso seria possivel?!? pois, sonhos) e o mais engraçado é que consegui. Isso e ainda estar na tal festa e ouvir uma música de baile que em tempos me dizia muito, mas que me lembro de no sonho pensar "really, agora que estou aqui sozinha é que querem pôr a tocar isto... quero esquecer esta música" e logo de seguida pensar "quem dá importancia à musica és tu" e assim a música parou de dar, como por magia! (e a verdade é que à coisa de anos, era sempre este o pensamento que tinha (o de querer esquecer a música, não o outro) em tudo o que era festa académica aqui por estas bandas... até que parei de dar importância à mesma e agora já não ligo quando dá).

De seguida encontro um dos meus amores, com o irmão. digo que estava à procura dela faz tempo, falamos pouquinho e cada uma segue caminho. Passado um bocado,já estou a ir pra não sei onde, e está lá a minha tia, a minha mãe e avó a debaterem algo sobre a minha vida, coisa essa que eu discordava completamente ao ouvi-las!

E acordei! Pronto, só para desabafar porque há sonhos que me tiram do sério pela sua autenticidade momentânea...

 

Noite atribulada esta...

 

*Hoste: acto relacionado com as praxes académicas em que os superiores que fazem parte da comissão de praxe inspeccionam quem estiver trajado, para confirmar se o faz correctamente. este acto tem é de bdecer a certas regras, sendo a mais obvia eles estarem também correctamente trajados.

 

 

 

Pancadas

Epá, mas alguém pode dizer-me se é normal estarem ali uns pássaros na cavaqueira a estas horas da manhã?!

Não deviam estar a dormir?!

Será que sofrem de insónias?!

Ou será que gostam é de chatear os vizinhos?!

É que a sério a estas horas quero dormir e eles chateiam páh. Parece que o meu organismo assume que está a amanhecer (que só a essa hora é que estava habituada a ouvir os pássaros a cantar na rua) e custa-me cair no sono!

Vou lá daqui a poucar piar pro pé deles a ver se gostam... deviam era voar pra outro lado...

 

Esta agora, que até a natureza não anda boa da mona!

 

Vou ver se durmo!

 

 

It's Spring time

IIIIIIEEEEEIIIIII...

 

Porque a partir daqui é ver as temperaturas sempre a subir (or so i hope)

 

Vai ser assim vão ver:

 

(retirada da net)

 

 

E vamos lá ignorar o dia de chuva, que é ela a despedir-se ok...

 

 

 

Ah, é verdade

Já me esquecia de assinalar aqui o meu peso na consciência por não fazer parte do grupo de pessoas que prontamente, no dia de hoje, se disponibilizaram para ajudar a limpar Portugal! (Shame on me por nao ter ido) Mas também, não vi nenhuma acção do género ser desenvolvida aqui por estes lados (isto é mesmo o fim do mundo)!

E para redimir-me, que fique aqui assinalado... Se para o ano que vem, levarem a cabo uma acção igual, e como já vou estar por lisboa novamente (ou assim espero), comprometo-me a levantar-me cedinho para ajudar a limpar a miha região!

 

Ah pois é!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D