Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Madeira

Não percebia as pessoas que ficavam maravilhadas com a Ilha. Palavra de honra que, apesar de ver fotos e achar interessante, havia gente que me falava na Madeira de tal modo que eu desconfiava do que diziam. Que de certeza que era exagero. Que passar lua de mel, por exemplo, era um desperdício. Que haveria locais bem mais interessantes para ir e mais baratos.
Estava redondamente enganada! Não vi a Ilha toda, aliás, num fim de semana ter palmilhado o Funchal e a parte Este da ilha já foi um milagre.
Posso dizer que estou fascinada pelo que vi. Foi uma experiência surreal, aquela ilha é tão a minha cara que fez confusão. Não é a brincar que digo que não tenho palavras correctas para descrever como esta viagem me marcou.
A única coisa que posso garantir é o desejo de um dia regressar.
A Madeira de facto é uma pérola do oceano. Sem palavras...

Um dos poucos Homens que conheço

Ontem falava com o primo, a primeira vez em que conseguimos falar a sério depois das férias.
Ele diz que ainda naõ recuperou, que o regresso à rotina/ morada está a custar mais do que o normal. Que este ano realmente foi muito intenso. Tudo coisas que eu já sabia, que tentava transmitir a quem este ano não pode estar presente, mas sempre sem sucesso.
Fiquei triste por vê-lo triste, desanimado com a necessidade de se afastar uma vez mais da sua familia. Senti-me de coração expremido enquanto desabafava comigo. E o mais estupido de tudo isto é o facto de ele se encontrar lá fora há longos anos. "Mas este ano, este ano foi diferente..."
Gostei particularmente da conversa ter-me mostrado o que tanto me atraí, me encanta no meu primão.

Temos a mesma maneira de ver a vida e isso aproximou-nos muito. Disse mais uma vez que os amo muito, a todos e que mandava um beijo especial para a goldie. Ele, ligeiramente mais animado respondeu igualmente.

Somos primos, não de sangue, mas de coração. Porque sim, ele ocupa um lugar muito importante aqui dentro.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D