Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Para aqueles que não entendem porque muitos dizem que o português é um povo poucochinho…

Parece que anda por aí a história de uma mulher que algures para o Minho (se não estou enganada, li esta notícia muito por alto) andou a pinar num local público com a filha menor ao lado. E pronto, a internet tuga anda muito ofendida, já se anda a publicar a foto da mulher pelo facebook (eu já vi no feed de notícias a imagem da senhora com a legenda “é esta a cara da porca” ou algo semelhante). Percebi que aquela foto tinha surgido de alguém que andou a filmar o acontecimento. E é isto, as pessoas andam todas a chamar nomes à mulher e querem tirar a filha e o camandro.
A mim surgem outras questões tais como:

Porque raio só ouço falar mal da mulher? E o homem que lá estava, era irresponsável e coitadinho para deixar-se ir sem se dar ao trabalho de ser a voz da razão?

Já alguém se disponibilizou para ajudar a tratar da cabeça (claramente perturbada) desta senhora?

Por que é que ninguém pára e pensa na pessoa que se divertiu a apontar o dedo ao que acontecia enquanto filmava. Com que intuito se expõe um vídeo destes na internet a não ser sentir-se moralmente superior?

Para quem diz que a criança deve ser tirada a esta mãe, apenas baseado neste vídeo, acham mesmo que isso seria o melhor?

Estou cansada de ver julgamentos em praça pública de gente que deve viver com mil e um fantasmas fechados no armário e avalia esta situação de forma muito micro, de modo a enaltecer mais a sua suprema qualidade ao invés de tentar realmente entender (para preveir) casos destes.

Foi uma atitude infeliz, facto, agora tentar resolver de forma leviana é que não. Nada se resolve a rebaixar o outro desta forma. Sou contra.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D