Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

A morte põe-nos no lugar

A maior chatice de crescer é tomar conhecimento, real noção do conceito de morte, do espaço que esta ocupa. Quando somos mais novos, é quase como se fossemos imortais, como se aqueles que nos são queridos nunca nos fossem abandonar.

A morte deveria ser debatida mais vezes. Deveríamos ter mais presente a sua inevitabilidade e deixar que seja o tabu que é. Não o encarar teorias para o que é a morte, seja o reunir com deus, ou o renovar e ter outras vidas ou o que for. Falo da finitude da existência, que dói, dói sempre tanto...
Ao depararmo-nos com a morte, somos imediatamente levados a observar aspectos da vida que não nos ocorre considerar quando não há este peso. É como se a morte servisse para educar. A morte lembra-nos do que realmente interessa, obriga-nos a andar para a frente e largar amarras infundadas. Costumava dizer que a morte é uma cabra. Agora sei que a morte é só mais uma lição que a cabra da vida nos dá!

Esta semana

Não sei o que se passa, se há um excedente na população mundial e a natureza por si só quer equilibrar a coisa com tantos nascimentos, aniquilando uns tantos, ou então é o Sr. Deus que anda a recrutar pessoal, para uma qualquer festa, ou tarefa, sei lá!  A quantidade de pessoas que faleceram, vamos nós ainda a meio do ano, começa a ser um pouco preocupante!

Então no espaço de um mês, aqui por estes lados foi a loucura! A média de uma pessoa por semana. Mas tudo pessoal próximo. Porque sem aqueles que já eram conhecidos de vista, há sempre as histórias constantes de um e outro que resolveu por termo à vida. Até faz confusão.

O último a partir foi Saramago, assunto que não vou desenvolver, já muito se falou nisso.

Posto isto, irei falar brevemente da semana que passou.

No domingo imaginei-me a ter um colapso qualquer a meio da semana, tal a quantidade de trabalhos a serem feitos. Isso mais as chatices pessoais que quando aparecem, vêm em força.

Há momentos em que duvidamos de nós próprios, que deitamos por baixo até o nosso carácter. Foi preciso uma amiga me dar na cabeça e relembrar que de todos os meus defeitos, ser má amiga não é um deles. Precisava de um abraço, de amparo e mesmo a 300 e poucos km ela conseguiu proporcionar-me isso mesmo.

Já na quinta, após más noticias aqui por casa, uma porque foi assaltada, outra com problemas amorosos, e eu com o stress e raiva nos píncaros, resolvemos animar um pouco… E foi a loucura. Rimos, rimos e voltámos a rir, dançámos, cantámos, divertimo-nos como há muito não fazíamos. E lá pelas 5h30 de volta à cama que dia seguinte seria um dia comprido. Há responsabilidades a cumprir. E eu que já não funciono bem com as 8h mínimas para descansar, com 5h foi ainda mais díficil levantar e passar todo o santo dia a trabalhar, estudar, etc. Mas tudo se faz, haja vontade.

Hoje, terminar o que precisa ser concluído, que ainda são algumas coisas.. volto depois.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D