Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

(+) Uma maluca que julga ter juízo

Desabafos e bocados do que vou (vi)vendo...

Não me chateiem mais

O facto de não ter uma decisão concreta sobre a "oferta" de partidos políticos para votar e também o estar ciente de que um voto em branco seria provavelmente a opção que iria ter, adiei a ida às urnas. Adiei, adiei um pouco mais e quando dei conta já tinha acabado o tempo para votar. O remorço que eu tenho é suficiente para me moer o juízo, não preciso de marias arautas dos bons costumes para virem buzinar no meu ouvido com a lenga-lenga de que deveria ter votado, eu sei que sim! Mas também sei que o meu eu, lá do fundo, gritava-me para pensar bem, informar-me um pouco melhor em quem estaria a votar, para ter um voto minimamente consciente. Lamento se prefiro fazê-lo (ou neste caso não fazê-lo) e participar da abstensão do que votar de forma mecânica e completamente aluada, só para dizer que sim, que votei!

Desculpem, mas isso também não é para mim.

O.E. o quê?!

Por várias razões afastei-me dos telejornais, mas como passo a maior parte do dia a ouvir rádio lá vou ouvindo as fresquinhas. E hoje achei particularmente interessante a notícia destacada. Alarmismos à parte, acho fantástico o possível corte orçamental da PJ.
Acho bonito, é para os senhores não andarem a gastar combustível e munições à toa, pois sabemos que forças de segurança pública são um poço sem fundo de esbanjamento de dinheiros públicos. É bem pensado, tal como foram bem pensados os cortes a nível de ensino neste país e da saúde, todos sabemos que um ensino de excelência para todos é uma utopia (e quem quer saber dos meninos pretos e ciganos espertos, eles que vão estudar pra fora daqui) e saúde, pelo amor de deus, os médicos são caros, há que recolher verbas para conseguir pagar a tão nobre profissão e pedir 20€ por uma consulta de urgência é tão pouco.

Então a história do corte nas pensões (inconstitucional, o quê?) mais os cortes salariais da função pública deixa-me com um arrepio na espinha daqueles…

 

Eu não me lembro de nas aulas de direito ter aprendido que o meu voto seria para a constituição de um governo cujo principal intuito é esquecer o cumprimento das suas obrigações, da defesa do interesse geral da sua população em troca de uma imagem externa convincente (que não convence quase ninguém). Uma pessoa cansa-se desta confusão tremenda, de ver constantes asneiras a serem repetidas por um sistema de tal forma vicioso que o único interesse aos que dele fazem parte é retirar o seu lucro pessoal, sem olhar a meios! Estou cansada deste fechar os olhos e estou ainda mais cansada de haver tanto entendido na matéria, tanto menino bonito com anos e anos a especializar-se em coisa nenhuma para ninguém ter uma solução minimamente coerente no meio da dita maioria!

Governo de salvação Nacional?!

WTF?!
Não ouvi as notícias em primeira mão, apenas hoje pela rádio muito resumidamente. Mas a impressão que me ficou foi a de que este Presidente é do mais incompetente possível.

Vou ali ler mais sobre o assunto para ver se estou mesmo a viver neste país anedótico.

Das desistências

Não sei se o desmoronamento do governo que se tem vindo a assistir e que deixou tantos felizes é assim tão positivo!
As consequências começam a ser notórias e alternativas nem vê-las. Sem dar conta chegamos a um momento bem mais importante e sério do que a grande maioria parece dar-se conta. Veremos se aproveitamos a situação para melhorar ou se pelo contrário será a desculpa perfeita para afundar o barco um pouco mais.

Cuidado, acima de tudo Portugal neste momento tem de ter cuidado com as escolhas que faz.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D